• Desemprego tem menor nível da série histórica no mês de março >> http://t.co/NcpljQUGvi
  • Dia 23: início da greve e do acampamento da APP-Sindicato em frente ao Palácio >> http://t.co/jf8hgAahWu
  • Deputado @zeca_dirceu sugere início do PAC Pavimentação e Funasa durante marcha dos prefeitos >> http://t.co/e9N5OKpw0Y
  • Manoel Dias: Já são 345 mil novos empregos em 2014 e com a Copa vamos gerar ainda mais >> http://t.co/DGwwQ2D7Em
  • ARTIGO: Serviçais dos EUA estão por trás de denúncias contra a Petrobras. Por @DrRosinha >> http://t.co/Hh4XpB2gNE

PRESIDENTE

Enio Verri nasceu em Maringá, em 1961. É Economista, professor licenciado da Universidade Estadual de Maringá (UEM), e deputado estadual líder da Oposição na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)

Enio iniciou sua militância política na adolescência, quando participava de reuniões e encontros das pastorais da Juventude, Universitária e Operária da Igreja Católica. Em 1985, filiou-se ao PT de Maringá, sendo um dos fundadores do Diretório Municipal.

Instigado a entender as razões das desigualdades do Brasil, e descobrir maneiras pelas quais poderia combater as injustiças sociais e econômicas, Enio escolheu cursar Economia na UEM, onde se formou em 1985. Concluiu mestrado em 1998, com a tese “O desenvolvimento recente da indústria paranaense”, e doutorado pela Universidade de São Paulo, em 2003, com um estudo sobre a “Reestruturação produtiva do Paraná nos anos 90: o papel da globalização e do Mercosul”.

A partir de 2001, com a eleição de José Cláudio Pereira Neto, do PT, para a Prefeitura de Maringá, Enio atuou como secretário de Fazenda e secretário de Governo até 2004, quando assumiu o cargo de Assessor Técnico da Presidência da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional em Brasília.

Em 2005, foi convidado por Paulo Bernardo para atuar como chefe de gabinete do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, onde permaneceu até 2006, quando foi eleito deputado estadual.

Ao tomar posse, recebeu o convite do então governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), para integrar a equipe de governo, assumindo a Secretaria de Planejamento e Coordenação Geral. A primeira medida na Secretaria foi traçar como meta a elaboração do planejamento estratégico de governo, consolidado na criação da Política de Desenvolvimento Econômico do Estado (PDE). A política refletiu a disposição do governo em recuperar seu papel histórico no contexto do desenvolvimento econômico e social do Estado, definindo como prioridade a promoção da justiça social.

Na pasta, contribuiu no planejamento dos programas prioritários do governo e instituiu mecanismos que facilitaram o gerenciamento público do orçamento do Estado e de monitoramento e coordenação de ações de governo.

Em novembro de 2009 foi eleito presidente do PT Paraná, com 75% dos votos da militância. A posse ocorreu em fevereiro de 2010, em Curitiba, em evento que com a presença de Dilma Rousseff.

Em outubro de 2010, disputou as eleições para deputado estadual, sendo eleito com 87.080 votos, o terceiro candidato mais votado do Paraná. No dia 1º de fevereiro deste ano, tomou posse para o segundo mandato. No mesmo mês, foi escolhido para ser o líder da oposição ao governo Beto Richa (PSDB) na Alep.

A formação técnica, aliada ao conhecimento político-partidário de Enio Verri, resultam em ações práticas de fortalecimento e crescimento do PT do Paraná.

Atualizado em outubro de 2011
 
 
 
Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciado sob CC-Attribution 3.0 Brazil.
Exceto especificado em contrário e conteúdos replicados.
Alameda Princesa Izabel, 160, São Francisco, Curitiba. Cep. 80410-110.
Telefone: (41) 2103-1313. E-mail: imprensa@pt-pr.org.br